um blogue pessoal com razões e emoções á esquerda

UM BLOGUE PESSOAL COM RAZÕES E EMOÇÕES À ESQUERDA

quarta-feira, 14 de maio de 2014

o fascismo ucraniano - KHERSON



UCRÂNIA HOMENAGEIA HITLER

 O Governador de  Kherson chama a  Hitler de 'Libertador'

Dirigindo-se ao público no Dia da Vitória, o governador da região de Kherson, sul da Ucrânia,  denegriu  os sentimentos de muitos veteranos e profanou a memória de todos aqueles que pereceram durante a guerra contra a Alemanha nazi, chamando a Hitler "libertador".

O Governador da região de Kherson Yuri Odarchenko foi vaiado por milhares incluindo veteranos da Segunda Guerra Mundial, quando ele disse à multidão que a União Soviética tentou escravizar a Ucrânia, enquanto Hitler, por outro lado, tentou trazer a liberdade para a sua terra.

Tal como milhares que gritaram "vergonha", uma jovem mulher com uma criança ao colo se aproximou do governador, e ele tirou o microfone, antes de forçar a sua saída.

Historiadores, citando dados do Comité do Partido Comunista da Ucrânia, mostram que as forças nazis na região de Kherson mataram 72.130 cidadãos e enviaram cerca de 40.000 para a Alemanha para trabalhar em campos de trabalho, enquanto os alemães dominaram um local  importante no  Mar Negro e rio Dnieper, de 21 de Agosto de 1941 a 13 de Março de 1944. Outros historiadores estimam em 105 mil os cidadãos soviéticos mortos e em mais de 60 mil enviados para a Alemanha como trabalho escravo.

No outono de 1941, cerca de 10.000 judeus foram mortos na cidade de Kherson. Estima-se que pelo menos 47 mil soldados do Exército Vermelho morreram ao cruzar o Dnieper, enquanto tentavam libertar a cidade dos nazis.


O governador de Kherson ofendeu os veteranos em seu feriado mais importante. O vice-primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Rogozin, reagiu em seu post no Twitter, chamando-o justamente de "filho da puta".

O próprio  Fd P
  

Sem comentários:

Enviar um comentário