um blogue pessoal com razões e emoções á esquerda

UM BLOGUE PESSOAL COM RAZÕES E EMOÇÕES À ESQUERDA

sábado, 7 de junho de 2014

COMUNICADO

CÂMARA SOCIALISTA BRINDA O POVO DE BAIÃO COM NOVO AUMENTO NA TAXA DE SANEAMENTO

A Comissão Concelhia de Baião do PCP uma vez mais expressa publicamente total oposição ao aumento verificado no tarifário de saneamento cobrado aos baionenses pela Câmara Municipal de Baião. De acordo com a leitura de vários recibos referentes ao mês de Abril, podemos constatar que o aumento é de 36 cêntimos, em moeda antiga 72$00. 

Num momento em que a maioria dos baionenses, assim como a população portuguesa em geral, enfrentam sérias dificuldades com o aumento do custo de vida, do desemprego, dos impostos, de todo o tipo de taxas, dos cortes nos salários, reformas e pensões, fruto da política praticada pelo governo de Passos Coelho /Paulo Portas PSD/CDS com o patrocínio do Presidente da República Aníbal Cavaco Silva, o executivo camarário baionense, demonstrando falta de sensibilidade social e moral perante o alastrar e agravar da crise em muitos lares do nosso concelho, decide aumentar a tarifa de saneamento, em obediência a determinações regulamentares.

Este aumento, não será seguramente para ajudar a equilibrar as contas da autarquia, pois, se assim fosse, bastaria em opção reduzir anualmente algumas despesas não obrigatórias.  O Sr. Presidente da Câmara costuma afirmar, com certa frequência, que se preocupa muito com o bem-estar social da população baionense e fica-lhe muito bem esse sentimento solidário. Pois bem, tem agora uma boa ocasião para passar das palavras aos atos e mandar anular esta incompreensível tarifa de saneamento que prejudica muitos baionenses (crianças, jovens e idosos) nos orçamentos familiares já tão debilitados.

 Como é sobejamente conhecido, não somos cúmplices nem responsáveis pela situação ruinosa em que este país e o Concelho de Baião se encontram, bem pelo contrário, o PCP tudo tem feito para contrariar as medidas do governo, que nos empurram para o empobrecimento e o descalabro económico e tem procurado mobilizar as populações para lutarem sem medo e não se conformarem com esta ruinosa e injusta situação, pois existem alternativas válidas.

É preciso não cruzar os braços, continuar a lutar e reagir contra estas políticas que nos infernizam a vida, é preciso desmascarar os seus autores que governam e apoiam medidas contrárias aos direitos e interesses das populações, aqui e na União Europeia, e depois hipocritamente reagem fingindo desconhecer a razão pela qual o povo lhes negou o voto nestas últimas eleições europeias.

A demissão do atual governo e a concretização duma política alternativa, patriótica e de esquerda constituem uma exigência nacional.

 PCP/Baião, 02/06/ 2014

Sem comentários:

Enviar um comentário