um blogue pessoal com razões e emoções á esquerda

UM BLOGUE PESSOAL COM RAZÕES E EMOÇÕES À ESQUERDA

quarta-feira, 25 de junho de 2014

O SENHOR DIRECTOR

Reproduzo um dos mais lamentáveis textos escritos em jornais que tive oportunidade de ler. O seu autor é director de um jornal regional.

"Morreram 120 mil pessoas. Esta semana assinalaram-se sete anos desde que passou a ser legal fazer um aborto em Portugal. Neste período de tempo, terão morrido vítima de aborto, pelo menos, 120 mil crianças. Para se ter uma noção das crianças que se mataram, era como se, de repente, matássemos todos os habitantes dos concelhos de Paredes e de Lousada. Um país que fecha escolas porque não há crianças, manda professores para o desemprego por que não há a quem dar aulas, encerra tribunais porque não há pessoas, dá-se ao luxo de pagar para matar crianças nos hospitais públicos. Para além do aborto ser gratuito, as mulheres que o fazem têm direito a receber subsídio de maternidade. Não lhes parece uma incoerência que um país que corta pensões a idosos porque não tem dinheiro, pague subsídios de maternidade a mulheres que não são mães?"

Mas em busca da coerência lá procurei nos 87 votos que o Partido Pró- Vida obteve em Paredes sinal desta “indignação moral”. E mais especificamente em Parada de Todeia. Esta “indignação” não saltou para o boletim de voto. Em Parada de Todeia, zero votos para o PPV. Ninguém respeita o sentido de voto proposto pelo senhor director. Nem o próprio.

CR
GostoGosto ·  · Promover · 

Sem comentários:

Enviar um comentário