um blogue pessoal com razões e emoções á esquerda

UM BLOGUE PESSOAL COM RAZÕES E EMOÇÕES À ESQUERDA

terça-feira, 10 de junho de 2014

uma indisposição da História

Na Guarda.

O presidente teve um desmaio,
um susto (banal)
de origem vagal.

A corte temeu o pior,
o que pôs o bispo a rezar
pela saúde do presidente,
símbolo do presente
e do nosso mal-estar.

Um general, incomodado,
invocou um falso respeito
pelas Forças Armadas e pela Nação,
prenhe de enfado,
arreliado, o coitado
o ouvido perturbado,
pelo som da contestação.

Após momentos de agitação,
ele sossegou a multidão
que tudo continuaria como dantes:
uns perfilados, outros no palanque
uns admirados, outros a aplaudir
uns, governantes, outros a resistir
e povo sempre a jeito
para a festa das palavras esperadas
para o exercício patriótico do mentir

Regressado ao discurso,
resumido prudentemente o pensar,
(não fosse o tal vagal poder voltar),
o presidente voltou a ser
a mesma inutilidade de sempre,
o aliado junto a quem nos anda a roubar.

E o general voltou ao seu merecido lugar
cumprida a missão, reposta a normalidade.
Por momentos, na Guarda cidade
a História pareceu acelerar de novo:
o presidente, o general, o bispo,
aflitos,
indispostos,
com o Povo.

CR

Sem comentários:

Enviar um comentário