um blogue pessoal com razões e emoções á esquerda

UM BLOGUE PESSOAL COM RAZÕES E EMOÇÕES À ESQUERDA

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

GEOGRAFIA VARIÁVEL


O recém designado Presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker admitiu esta segunda feira em Atenas que a situação em Portugal continua “frágil” e que a Europa deve permanecer “vigilante” numa alusão ao caso Banco Espírito Santo. O primeiro ministro grego Antonis Samaras escutou com aparente desatenção.

Relembrei tempos ainda recentes em que quando se discutia os deficites  orçamentais e as politicas de austeridade se dizia quase sempre que qualquer comparação entre a Grécia e Portugal era descabida. “Atenção: Portugal não é a Grécia!”. Em Atenas reinava o compadrio, o laxismo e a podridão política.

Hoje Samaras poderia dizer com cinismo: “Atenção: os bancos gregos não são o BES!”.

E o luxemburguês Juncker, o tal que conhece bem Portugal porque tem vizinhos portugueses no seu País, certamente se lembrará do Sr. Salgado, com quem certamente se terá encontrado muitas vezes, em Lisboa e no Luxemburgo, e que “frágil” não era.

Mas em Lisboa, são todos uns anjinhos de coro. O Sr. Salgado não terá uma costela grega?


CR

Sem comentários:

Enviar um comentário