um blogue pessoal com razões e emoções á esquerda

UM BLOGUE PESSOAL COM RAZÕES E EMOÇÕES À ESQUERDA

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

o desinvestimento na saúde

São mais de um milhão (1.284.820) os utentes inscritos nos Cuidados de Saúde Primários (CSP) mas que continuam sem médico de família atribuído em Portugal.

O total do número de inscritos é de 10.215.047, mas apenas 87,1% dos portugueses, ou seja 8.901.347, têm médico de família atribuído.
O número de utentes sem médico de família por opção representa uma pequena percentagem (0,3%).

Os números foram revelados pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) na primeira publicação periódica sobre o assunto, que será trimestral. A próxima informação ser publicada a 1 de Abril.

Relativamente à distribuição destes números pelo País, a Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve é a região onde existem mais utentes sem médico de família, registando uma percentagem de 32,4%. Ou seja, dos 461.503 inscritos, apenas 149.506 têm médico atribuído. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com quase oitocentos mil utentes (797.877) sem acesso aos CSP, o que corresponde a 22% total de inscritos (3.623.913).

Sem comentários:

Enviar um comentário