um blogue pessoal com razões e emoções á esquerda

UM BLOGUE PESSOAL COM RAZÕES E EMOÇÕES À ESQUERDA

domingo, 24 de julho de 2016

O CADAVER DO CAVAQUISMO HOMENAGEIA-SE A SI PRÓPRIO

Foi nas Cavalariças do Pestana Hotel. Eram cerca de 80 ou 90 amigos, “ex-colaboradores” do tempo de Primeiro Ministro e do tempo de Presidente da República. A ciceronizar este inicialmente previsto “mega-almoço”, Leonor Beleza. Presentes os incondicionais: João Lobo Antunes, Vítor Bento, Álvaro Barreto, o PSD, o Moedas, muitos banqueiros. Ausentes, por razões várias, foram muitos, o Duarte Lima, o Oliveira Costa, a família Espirito Santo, o Portas, o CDS, os patrões da construção civil, o Barroso, o Santana Lopes. Marcelo Rebelo de Sousa, o Presidente que se segue, esteve por pouco tempo. Passos Coelho chegou atrasado. O homenageado falou de reserva na política, sorte e tempo certo. 

O País não se comoveu. Já há muito que se esqueceu daquela personagem, que sendo o melhor aluno de Finanças do ano de 1964 no ISEG, como gosta de se gabar, não concedeu em acto de justiça e magnanimidade pensão a Salgueiro Maia, doente com cancro.  


O cavaquismo está morto.

CR 

Sem comentários:

Enviar um comentário