um blogue pessoal com razões e emoções á esquerda

UM BLOGUE PESSOAL COM RAZÕES E EMOÇÕES À ESQUERDA

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

O EQUÍVOCO


Durante a cerimónia pública que comemorou a Implantação da República, o 5 de Outubro, no concelho de Paredes, foram homenageados, pela Câmara Municipal de Paredes, 5 ex-deputados residentes em Paredes. Manuel Moreira, Granja da Fonseca, Maria João Fonseca, Raquel Coelho e Conceição Bessa Ruão receberam a Medalha de Ouro do Município.
“A Câmara Municipal de Paredes decidiu fazer esta homenagem a todos aqueles que, residindo em Paredes, tiveram assento como deputados na Assembleia da República, precisamente um dos pilares em que assenta a nossa democracia, neste 5 de Outubro, pela sua carga simbólica,“ explica uma nota de imprensa.
Por coincidência os nomeados são todos do PSD, o que aumenta a longa lista dos notáveis “laranjinhas” que em Paredes já foram condecorados.
Mas quando o Presidente da Câmara fala em “representantes” do Concelho na Assembleia da República, estamos perante um equívoco formal e outro substancial. O Concelho de Paredes, como outro concelho do País, não elege quaisquer deputados, antes eles fazem parte das listas dos partidos e coligações CANDIDATAS Á ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA PELO CIRCULO ELEITORAL DO PORTO. E mesmo muitos, senão todos os homenageados só foram deputados por substituição de deputados esses sim eleitos. Esta é a razão formal do equívoco.
A razão substancial do equívoco reside no facto de serem desconhecidas intervenções significativas em defesa de interesses específicos de Paredes. E ser caricato não se lembrar a inaudita passagem de Granja da Fonseca pelo Parlamento.
Lembro, para os distraídos, sim a presença na Assembleia da República entre 1991 e 1999 do Dr. José Calçada, como deputado do PCP eleito pelo Circulo Eleitoral do Porto. Conheço as suas intervenções, a sua participação em comissões parlamentares, a sua qualificada presença na discussão de problemas constitucionais, educação, cultura e assuntos sociais. Vivia então no Concelho de Lousada. Posteriormente mudou residência para Paredes, onde foi candidato a Presidente da Câmara de Paredes pela CDU em dois actos eleitorais sucessivos, mantendo intervenção associativa e sindical de relevo de âmbito nacional. Este esquecimento da Câmara de Paredes, quaisquer que sejam os motivos invocados, só desqualifica os seus actuais gestores.
CR


Sem comentários:

Enviar um comentário