um blogue pessoal com razões e emoções á esquerda

UM BLOGUE PESSOAL COM RAZÕES E EMOÇÕES À ESQUERDA

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Rompendo frases protocolares

António Guterres será o novo Secretário-Geral das Nações Unidas. Há quem anteveja êxitos retumbantes no exercício do cargo. Não estou tão certo disso. A lógica da continuidade da liderança do sul-coreano , agora apregoada, não é promissora. Nas palavras Guterres será imbatível , quero crer. Mas na prática as Nações Unidas, a sua liderança, limita-se a observar as dinâmicas de superpotências e a dar legitimidade formal á realidade vivida.

Que papel activo teve Ban  Kim –Moon ( mesmo de consciência moral) na solução da criação do Estado Palestiniano? Que papel teve Ban Kim-Moon no conflito da peninsula coreana? Que papel  teve  Ban kim-Moon nos conflitos regionais na Síria, na Libia, no Dombass ucraniano? Que papel teve Ban  Kim –Moon no levantamento do bloqueio a Cuba, ou na divisão de Chipre , ou na construção de muros contra refugiados? Que papel teve  Ban  Kim –Moon na contensão e não proliferação de conflitos, na explosiva venda de armas, na criação de novas instalações militares da NATO, em sanções, intervenções, golpes de Estado?

A Ban  Kim –Moon segue-se Guterres. Afirma este que as guerras modernas não se ganham. Discordo. As guerras justas devem ganhar-se: pela dignidade, pela soberania, pela igualdade, pelo direito de viver em paz, pela civilização. Os exemplos anteriores são desafios para ganhar. Mas Guterres só quererá falar de “consenso” em várias línguas?


CR

Sem comentários:

Enviar um comentário